Pontões Capixabas

Para aqueles que curtem roteiros de aventura vai ser fácil se encantar ao conhecer Pancas e os Pontões Capixabas. Município do Espírito Santo, localizado a apenas 180 km da capital Vitória, Pancas é um paraíso a ser explorado.

O principal ponto turístico da cidade, os Pontões Capixabas, nome dado a vasta área natural de montanhas, atrai viajantes de todo Brasil, fascinados por montanhismos, voo livre, trilhas e cachoeiras. Aos que preferem uma viagem tranquila, o passeio não é perdido: a vista é linda e a cidade carrega uma história incrível para se descobrir.

3 Pontões_Capixabas

Burle Marx, paisagista internacionalmente renomado, em vários dos seus relatos, descreveu o vale de Pancas como uma região que o deslumbrou por sua beleza singular. Quase 80 anos depois da primeira visita dele aos Pontões Capixabas, embora bastante coisa tenha mudado, muita gente ainda se surpreende com essas paisagens.

 

Região Doce Pontões Capixabas

7 Pedra-da-Agulha

A Região Doce Pontões Capixabas encanta qualquer pessoa com suas lindas paisagens de formações rochosas com mais de 500 metros de altitude. A principal é a Pedra da Agulha, com 500 metros, e é a segunda maior chaminé do Brasil. A formação rochosa se estende entre os municípios, proporcionando uma deslumbrante paisagem. Esta região é um ambiente ideal para montanhistas e praticantes de voo livre. O Parque Nacional dos Pontões Capixabas, que dá nome à região turística, foi criado em junho de 2004 e, desde então, passou a ser conhecido mundo afora. A cada dia o Parque se torna o ponto de encontro dos praticantes de esportes voltados às suas características geográficas. Formada por nove cidades, divisa com Minas Gerais, esta região tem como principal cidade de apoio aos visitantes o município de Pancas. Uma pequena cidade com pouco mais de 20.000 habitantes e a 189km de Vitória. A cidade possui infraestrutura para receber o turista e sua gente é muito hospitaleira. O município de Pancas é um dos últimos refúgios de habitantes descendentes da Pomerânia. Um país europeu que foi extinto após a segunda guerra mundial, onde foi anexado à Alemanha e Polônia.
O Monumento Natural dos Pontões Capixabas é um daqueles parques sem portaria, sem guarita, sem placa, sem sede, sem centro de visitantes e sem plano de manejo. É administrado pelo governo federal através do Instituto Chico Mendes (ICMBio) e está localizado nos municípios de Pancas e Águia Branca. Como muitos outros parques brasileiros, passou, e ainda passa, pela questão da desapropriação das terras e a retirada das famílias locais, nesse caso descendentes de imigrantes pomeranos. Foi criado como parque nacional em 2002, mas em 2008 teve sua categoria alterada para monumento natural. Apesar de ambas as categorias serem classificadas como proteção integral, o monumento, segundo o ICMBio, pode ser constituído por propriedades particulares, desde que haja compatibilidade entre os objetivos da unidade e a utilização da terra e dos recursos naturais por parte dos proprietários. Se não houver compatibilidade, a área é desapropriada.

 

4 Pontões-Capixabas

 

5 Pancas

Vista aérea de Pancas

 

6 Pancas-2

 

9 pancas

 

COMO CHEGAR

 

A partir de Vitória

Dá para ir de avião até Vitória, de qualquer estado brasileiro, e de lá partir rumo aos Pontões Capixabas:

De carro até Pancas: via BR-101 e BR-259 são 190 km em cerca de 3 horas.

De trem até Colatina: R$ 21,00 pela Estrada de Ferro Vitória-Minas, saindo de Cariacica, na região metropolitana de Vitória; e de Colatina de ônibus até Pancas: R$ 13,00 pela Viação Pretti. Confira os horários com calma, para garantir que não haja desencontros entre a chegada do trem e a saída do ônibus.

De ônibus até Pancas: R$ 40,00 pela Viação Águia Branca

 

A partir de BH:

Essa opção é mais inusitada, mas também mais econômica e pode ser levada em conta por quem tem espírito aventureiro:

De trem BH – Colatina: R$ 55,00 pela Estrada de Ferro Vitória-Minas. A partir de Colatina, pegar ônibus para Pancas.

 

De carro do Rio de Janeiro

A distância em linha reta entre Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) e Pancas é de 702 km. Leva 8 horas 58 min. para ir do Rio de Janeiro a Pancas.

 

Pontos turísticos:

 Já na estrada a caminho de Pancas, consegue-se ver as esculturas rochosas, montanhas com mais de 700 metros de altura são a grande atração dos Pontões.

 

11 cinco pontoes

Cinco Pontões

 

12 pedra-da-gaveta

Pedra da Gaveta

 

Além do espetáculo da natureza, algumas das formações rochosas possibilitam escaladas e subida por trilhas. Mas, o que de fato conquista o coração dos viajantes é a possibilidade da prática de voo livre, em uma rampa no Oeste no município.

 

8 Pedra do Camelo

Pedra Camelo – Considerado o principal cartão postal da cidade; possui 720 metros de altura.

Distância da localidade mais próxima: A montanha fica a 3km de Pancas, porém até a entrada do córrego Palmital são cerca de 7km e mais 3km para encontrar a trilha para subir a montanha. A aventura é feita pelas “costas” do camelo.

Acesso: Rodoviário, parcialmente pavimentado, não sinalizado.

A entrada é feita pelo Córrego Palmital, por trás da montanha. Diariamente e com a presença de um monitor, pois precisa de autorização prévia, pois precisará passar por algumas propriedades particulares rurais.

Para subir ao cume da famosa pedra não é necessária experiência, mas um pouco de paciência e fôlego ajuda. Com duração média de 4 horas, desde ascensão ao topo até o retorno, a trilha desafia até os acostumados com aventura.

 

Pedra Agulha – Um morro parecido com uma chaminé, sendo a segunda maior chaminé do Brasil com 500 metros de altura. A escalada é recomendada apenas para profissionais, mas para aqueles que ainda assim querem se aventurar, há uma trilha que vai até a base da pedra. Com duração média de uma hora e meia, ainda se consegue aproveita e curtir o visual da natureza.

 

 

Cachoeira do Bassani – Localizada a 3 km do centro da cidade

 

Cachoeira de Santa Ana – Um pouco mais distante, a 40 km da sede

 

Cachoeira e Prainha do São Luís – Esta bem próximo à cidade, cerca de 2 km da sede

 

Cachoeira do Moraes – Vila Verde, um distrito próximo.

 

Voo livre em Pancas

Rampa de Voo Livre “Clementino Izoton” – uma das melhores rampas para voo livre do Brasil; de carro, são 18 km, mas é possível subir a pé por uma trilha de aproximadamente 2 km, porém perigosa.

Aos menos encorajados, o passeio também vale a pena, afinal é lá que se encontram os mirantes mais visitados da região.

 

Anoitecer - amanhecer

Anoitecer ou amanhecer em Pancas

 

 

 

Autor: Levy

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *