Mauá – Maringá – Maromba

Visconde de Mauá é um distrito do município de Resende, no estado do Rio de Janeiro, com partes da sua zona urbana estendendo-se também aos territórios dos municípios de Itatiaia e Bocaina de Minas, emMinas Gerais.

De forma mais ampla, o nome Visconde de Mauá é atribuído ao conjunto das vilas de Mauá, Maringá e Maromba e seus diversos vales, como o Vale das Cruzes, Alcantilado, Pavão e Grama. A região como um todo compreende parte dos municípios de Resende e Itatiaia, no estado do Rio, e Bocaina de Minas, em Minas Gerais. As vilas ficam, em média, a 40 quilômetros das sedes desses municípios.

 

Mauá

 

visconde-de-maua-restaurante-na-parte-carioca-da-vila-de-maringá

 

Maringá

visconde-de-maua-rj-lojas-na-vila-de-maringá-do

 

Visconde de Mauá tem cerca de seis mil habitantes. A principal atividade econômica da região é o turismo, com mais de 100 estabelecimentos de hospedagem e dezenas de restaurantes, alguns especializados em trutas e receitas à base de pinhão.

 

visconde-mauá-centrinho

Essa região se localiza em área de preservação ambiental, na Serra da Mantiqueira, a 1200 metros de altitude. Os visitantes são atraídos pelas belezas naturais das cachoeiras e vales.

A região de Visconde de Mauá está no eixo RJ-SP numa área de proteção ambiental no alto da Serra da Mantiqueira na divisa com o Parque Nacional de Itatiaia. O diferencial da região está na abundância de cachoeiras, rios e piscinas naturais de águas límpidas e cristalinas. Neste cenário bucólico, encontra-se um quê de sofisticação, proporcionado por ótimas pousadas, bares e restaurantes.

serra da mantiqueira

Serra da Mantiqueira

 

serra da mantiqueira.jpg 2

 

 

Visconde de Mauá e sua história

 

Falando da região de Visconde de Mauá, vale a pena falar um pouco do homem que deu nome ao lugar. Irineu Evangelista de Sousa, que nasceu em 1813 no Rio Grande do Sul e viria a ser conhecido futuramente como Visconde de Mauá. Foi filho do casal João Evangelista de Ávila e Sousa e Mariana de Jesus Batista de Carvalho.

 

Para resumir, Irineu começou a trabalhar aos nove anos na Praça do Comércio, um estabelecimento comercial no RJ. Depois de idas e vindas, em 1830 foi recomendado pelo ex-patrão para trabalhar na empresa de importação do escocês Richard Carruthers, onde se desenvolveu ainda mais profissionalmente e conquistou a confiança do patrão.

 

Com 23 anos ele já era gerente da empresa e em 1839, quando o dono voltou para o Reino Unido, Irineu assumiu os negócios da empresa no Brasil. No ano seguinte, em 1846 adquiriu um estaleiro em Niterói, que se chamou Estabelecimento de Fundição e Companhia Estaleiro da Ponta da Areia. Esse seria o início de muitos dos feitos do futuro Barão de Mauá, que em 1874 recebe o título de Visconde de Mauá. Em suas principais contribuições podemos destacar:

 

Companhia+de+Iluminação+a+Gás+do+Rio+de+Janeiro

Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) F006 Crédito: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) Legenda: Companhia de Iluminação a Gás do Rio de Janeiro. Companhia de Iluminação a Gás do Rio de Janeiro.

Fundação da Companhia de Iluminação a Gás do Rio de Janeiro

Companhias de navegação de bonde

Construção de estradas de ferro

 

Sua história de contribuição para o desenvolvimento industrial nacional teve fim em 1889, quando veio a falecer em Petrópolis, no Rio de Janeiro, aos 75 anos de idade.

 

Cachoeiras em Visconde de Mauá

 

A região de Visconde de Mauá destaca-se pela abundância de águas limpas que se expressam em diferentes formas: rios, cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas. São mais de 100 cachoeiras catalogadas.

 

O melhor é que as principais cachoeiras ficam num circuito de fácil acesso, tanto que não é necessário guia para conhecer a maioria delas, basta pegar algumas dicas no hotel enquanto aproveita o café da manhã. Listamos abaixo as principais cachoeiras de Visconde de Mauá.

 

cachoeira do escorrega

 

cachoeira do escorrega.jpg 2

A Cachoeira do Escorrega é o cartão postal de Visconde de Mauá, ficando 3 km acima da vila da Maromba. Tem fácil acesso, para quem está hospedado nos arredores da Maromba, dá para ir na caminhada e é um programa quase obrigatório para quem vai a Visconde de Mauá.

A cachoeira é um tobogã natural, que foi esculpido pela natureza após uma forte tempestade (cabeça d´água) em 1966, que fez com que uma única placa de rocha fizesse o leito do rio, permitindo um deslizamento perfeito que desemboca numa piscina natural profunda de águas limpas e cristalinas.

 

Para se entender exatamente onde fica a região de Visconde de Mauá, saindo do Rio de Janeiro e pegando a rodovia Nova Dutra, por volta do km 311, entre as cidades de Resende e de Itatiaia, tem uma saída que leva para lá.

 

Da cidade do Rio até a saída para Visconde de Mauá são cerca de duas horas de viagem de carro. Saindo de São Paulo é um pouco mais de tempo e a saída é a mesma 311, a única diferença é que precisa-se pegar um retorno. Existe bastante sinalização.

 

Mauá 2

A partir dessa saída, percorre-se cerca de 27 km até chegar na primeira das 3 cidades, que é Visconde de Mauá. Logo depois, continuando na estrada principal chega-se até Maringá e um pouco mais à frente encontra-se Maromba.

 

Sinalização

As principais cidades, pela ordem que você passará pela estrada são:

 

Penedo

Visconde de Mauá

Maringá

Maromba

 

Estas quatro cidades possuem excelentes opções para hospedagem e ótimas opções para refeições.

 

Cachoeiras de Maromba

 

São 3 principais:

Cachoeira do Escorrega

Cachoeira do Poção

Cachoeira do Véu da Noiva

 

São nove as cachoeiras do Alcantilado

 

Cachoeirinha

Poço de Areia

Poço das Raízes

Cachoeira do Açude

Cachoeira da Muralha

Cachoeira do Lajeado

Cachoeira da Toca

Cachoeira da Gruta do Granito

Cachoeira do Alcantilado

 

Outras atividades

 

Voo Livre

Rapel

Locação de jipes e quadriciclos

Cannoyng

 

Pousadas, Hotéis e Restaurantes em Visconde de Mauá

 

Pousada Verde Água

Hotel Warabi

Pousada Aldebaran

Pousada Recanto da Serra

 

A Pousada Verde Água possui serviço diferenciado, serviço muito bom, café da manhã no quarto, lareira e uma vista bacana. Muito recomendável. Se quiser pesquisar mais opções, tem o Warabi muito bonito também e está bem do lado de uma mini fábrica de cervejas artesanais, uma excelente opção.

 

Restaurantes:

 

Restaurante Maison de la Fondue

Warabi restaurante japonês

Dona Mathilde Bier

Costa Brava – Casa do Fondue

 

Essas são algumas das opções, mas além do Maison de la Fondue que tem um clima intimista e jantar à luz de velas bem romântico, é recomendável que você dê uma volta pela alameda gastronômica de Maringá, tanto o lado do RJ como o de MG.

 

Quanto tempo ficar

 

Um final de semana é tempo, normalmente suficiente, mas querendo emendar um feriado também pode ser legal para conhecer ainda mais cachoeiras pela região.

 

 

Autor: Levy

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *