Ilha Bela

Ilhabela é um dos únicos municípios-arquipélagos marinhos brasileiros e é localizado no litoral norte do Estado de São Paulo, Caraguatatuba. O município está localizado a 135 quilômetros da capital e a 140 quilômetros da divisa com o estado do Rio de Janeiro.

 

1 Seão Sebastião - Ilhabela

 

 

Ilhabela é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto ao seu nome o título de Estância Balneária, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

 

2 mapailhabela

 

Pode parecer óbvio, mas as dicas de o que fazer em Ilhabela não ficam só em “ir para a praia”. Um dos grandes segredos e atrativos da ilha é exatamente a grande variedade de programas e passeios que é claro, incluem muita praia, mas também cachoeiras, clubes, festas, bares e restaurantes legais.

Dessa forma, sejam quantos dias você for ficar, um final de semana, feriado prolongado ou até mesmo umas férias, vão aqui dicas essenciais para ver e o que fazer em Ilhabela, seja durante o dia, seja a noite.

 

Evite a alta temporada

 

3 balsa

 

Entretanto, se for férias dos filhos e dos adultos, não tem como evitar. Nos fins de semana de dezembro e janeiro e também nos feriados a ilha não fica assim tão bela e qualquer atividade por lá vira uma prova de resistência. As filas da balsa, tanto para ir como para voltar ao continente, chegam a demorar mais de quatro horas. Reservar a balsa com hora marcada no site da Dersa é imprescindível, mas não te livra do sufoco para encontrar vagas se resolver sair para jantar na Vila ou Perequê. Praias mais distantes da avenida principal também sofrem com a escassez de vaga. Prepare-se para pagar no mínimo R$10,00 para estacionar nas praias.

Vale lembrar que a balsa é um mal necessário: ruim com ela, impossível sem ela.

 

Procure mais do que praias

Além de ter uma costa preservada e bem recortada, com mais de 40 praias para todos os gostos, Ilhabela se diferencia de outros destinos do litoral paulista por ter muita, mas muita Mata Atlântica preservada. Não deixe de conferir pelo menos uma cachoeira durante sua estada. A dos Três Tombos, próxima à praia da Feiticeira, no sul da ilha, é das mais acessíveis: a trilha que passa por três quedas d’água tem apenas 720 metros e dificuldade baixa, o que a faz ideal para famílias com crianças ou adolescentes preguiçosos.

 

Não deixe de ir ao Centrinho

 

4 Ilhabela-centrinho

 

4a Centrinho

 

O Centro Histórico da cidade, chamado de Vila pelos caiçaras, fica bem agitado à noite, quando rola música ao vivo nos bares e apresentações de música ou de dança na praça em frente ao píer. É por ali que fica a Igreja Matriz e também o prédio que abrigava a cadeia e o fórum da cidade, além de outras construções históricas. Sem falar nas excelentes opções gastronômicas. Ou seja: mesmo se a preguiça de sair de onde você estiver hospedado para ir até o centro seja grande, tome coragem e vá. Ao contrário do que muita gente pensa, Ilhabela tem opções para todos os bolsos e o centro é o melhor lugar da ilha para bater perna e escolher com carinho um lugar para jantar.

 

Cadeia e Forum

Cadeia e Fórum

 

Igreja Matriz ao fundo

Cadeia e Fórum e Igreja Matriz ao fundo

O bom e barato Cheiro Verde tem ambiente simples e menu rotativo. Por lá, pratos como bobó de camarão ou pescada com molho de espinafre, sempre acompanhados de salada, arroz e fritas, saem por R$ 21,80. Omar e Arte Bistrô, mais arrumadinho, tem até uma galeria de arte no piso superior. A sorveteria Rocha se gaba de fazer desde 1948 o picolé de coco queimado mais delicioso da ilha

 

O conforto do carro

 

É verdade que há um ônibus que percorre os 29 km da única avenida da cidade, que risca a ilha de norte a sul. Mas o carro é insubstituível. As distâncias podem ser bem grandes, da badalada praia do Curral, no sul, até a Vila, por exemplo, são 14 km. De carro dá para chegar em praias mais isoladas, como a da Pacuíba e Jabaquara, no norte da ilha, acessíveis apenas por estrada de terra. Embora não seja impossível se virar na ilha de transporte público, o carro é certamente mais prático.

 

 

Liberte seu espírito aventureiro

 

Em Ilhabela há muitas praias praticamente desabitadas, com apenas um quiosque de praia, que nem sempre estará aberto na baixa temporada. Nas praias mais badaladas, como a do Curral e a da Armação, há mais de uma barraca, mas, em contrapartida, elas são caras e tem até consumação mínima. Se você não faz questão de ostentar, faça como os habitués da ilha, proprietários de casas de veraneio e leve seu isopor. A farofada comedida é super comum na cidade e ninguém vai te olhar torto se você chegar na areia com guarda-sol, cadeiras dobráveis, cangas e um isopor. Só não vale deixar sujeira na praia. Recolha o seu lixo e leve com você.

 

Aproveite tudo que puder

 

A Ilha tem uma parte voltada para o continente e outra para o Atlântico. As praias do continente são bem calmas, ótimas para o banho, porém bem cheias. As voltadas para o oceano aberto têm mar mais agitado, porém são mais selvagens e tranquilas.

 

Curta as praias

 

Considerando a Vila o centro de Ilhabela, como ponto de referência do lado continental, quanto mais ao extremo, seja ao norte, seja ao sul, mais bonita e gostosa a praia. Ao todo são mais de 40, mas segue abaixo uma lista com as mais imperdíveis para aproveitar em poucos dias, seja pela beleza, para um banho de mar ou fazer atividades aquáticas.

 

 

Litoral Sul

 

6 Ilha das Cabras

Ilha das Cabras – Essa ilha em frente à Praia das Pedras Miúdas é o principal point de mergulho de Ilhabela é bem próximo ao centro da Vila. Acontecem muitos cursos de mergulho e batismos por lá. Lugar famoso por ter um dos mais belos pores de sol da ilha.

 

5 praia-do-curral

Praia do Curral – É a mais cheia, exatamente por ter a melhor infraestrutura de praia, com diversas barracas para escolher. É o lugar para ver e ser visto, ainda que o mar não seja lá muito bom para o banho. Aqui o legal é fazer alguma atividade no mar, como stand up paddle ou alugar um caiaque ou Jet ski

 

7 veloso

Praia do Veloso – Perto da do Curral é a opção mais tranquila da região, sendo a última acessada por carro pela parte sul da Ilha.

 

Litoral Norte

 

8 barreiros

Praia do Barreiro – É a primeira praia boa para banho perto da Vila. Tem águas claras e mar calmo, com uma fileira de coqueiros. Não tem muita infraestrutura.

 

9 praia-pedra-do-sino

Praia da Pedra do Sino – Recebe esse nome devido ao som que as formações rochosas da praia fazem quando você bate nas pedras. O acesso a elas se dá via um restaurante no lado direito da praia, através de passarelas.

 

10 Praia-do-Pinto

Praia do Pinto – Pequena, de mar calmo e cheia de barracas e atividades náuticas, incluindo vela. Acesso caminhando pela praia da Armação ou pela entrada de um condomínio. Neste caso, precisa estacionar o carro na rua.

 

11 praia-da-armação

Praia da Armação – Junto com a do Pinto é boa para a prática de atividades náuticas.

 

12 jabaquara

Praia Jabaquara – É a última com acesso por carro nesse trecho norte e uma das mais bonitas da região.

 

 

Litoral leste, acessadas por passeios ou barco

 

Praia da Fome – mais ao norte, perto da Jabaquara, com mar esverdeado e águas calmas.

Saco do Eustáquio – Parada para quem faz um passeio de barco até Castelhanos ou faz um passeio específico até lá. Praia linda com águas claras e esverdeadas.

Praia de Castelhanos – É um passeio de um dia inteiro para uma das praias mais lindas e bem preservadas da ilha

 Praia do Bonete – Disputa acirrada para ser uma das mais bonitas da ilha junto com Castelhanos. O acesso também é difícil, somente por barco. Vale contratar um passeio até lá.

 

 

São mais de 300 cachoeiras por toda Ilha

 

12 cachoeira-da-toca

Cachoeira da Toca

 

13 cachoeira-do-veloso

Cachoeira do Veloso

 

Cachoeira-dos-Três-Tombos

Cachoeira dos Três Tombos

 

Ilhabela tem tanta cachoeira que dizem que é possível visitar uma por dia, durante o ano inteiro, sem repetir nenhuma. Umas são de fácil acesso, como a da Toca, com “ducha natural” e até um “tobogã”. Ela fica pertinho da área urbana e dá para chegar de carro. Outras, exigem caminhada, como a do Veloso, considerada por muita gente a mais linda da ilha. Ela tem 3 quedas e fica perto da praia de mesmo nome, no sul da Ilha. Depois de uns 35 minutos de trilha, já é possível admirar a água escorrendo por um paredão de mais de 50m. Para chegar nas outras duas quedas, é preciso bem mais esforço.

 

Mergulhe no mundo colorido da Ilha das Cabras

 

mergulho-em-ilha-das-cabras-

 

Ilha-das-Cabras

 

O lugar é um santuário ecológico, protegido por lei. Em outras palavras: pesca proibida e vida marinha de sobra. Peixe-frade, Bodião, cardumes de Salema e uma infinidade de Sargentos são alguns dos peixes anfitriões dos mergulhadores. Muitos ficam em volta da estátua de Netuno, um coral artificial a uns 5m de profundidade. Ainda tem arraias e tartarugas que dão o ar da graça. Várias empresas oferecem mergulho, mesmo para quem não tem certificado e quer só conhecer o fundo do mar.

 

A Mata Atlântica é um parque de aventura ao ar livre

 

Imagine descer uma tirolesa que passa em cima de uma cachoeira. Ou então fazer uma “guerra” de paintball no meio da mata. E que tal escalar um paredão de 8m? A Ilha da Aventura Eco Park é um espaço em Ilhabela onde dá para fazer tudo isso e mais ainda. São 50.000m² de área verde com mais de 20 atrações para todas as idades. Desde piscina de bolinhas e toboágua até arvorismo, slackline e trilhas. O ingresso dá direito às atividades mais básicas, as outras são compradas à parte. A opção combo vale a pena. Lá tem também praça de alimentação com food trucks. O espaço fica no bairro Água Branca, região central de Ilhabela.

 

Passeio de lancha em Ilhabela

 

Ilhabela tem mais de 40 praias e nem todas são acessíveis de carro. Em algumas, só se chega por mar mesmo. Para essas, dá para contratar o serviço das agências de turismo da cidade. Elas oferecem desde aluguel de lancha até passeio de escuna. O mais tradicional leva às praias da Fome e do Jabaquara. As duas são paradisíacas. A saída é o do Píer do Perequê e o passeio dura quase 7 horas, um dia todo de diversão.

 

Pico do Baepi

 

Pico do Baepi

O Pico do Baepi não é o mais alto da ilha, mas lá de cima, dos seus 1.048m de altitude dá para ter uma baita vista panorâmica do arquipélago. São 7,4 km de trilha, ida e volta, e 6h de caminhada no meio da Mata Atlântica e encontro com um monte de aves pelo percurso. Por não ser uma das mais fáceis, a trilha não é auto guiada, mas é possível agendar o passeio com monitores do Parque Estadual Ilhabela. É de graça e é bom reservar com duas semanas de antecedência.

 

Como chegar

 

Ilhabela está localizada no eixo São Paulo – Rio, próxima de cidades como São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba, no Litoral Norte de SP, e Paraty, Angra dos Reis e Ilha Grande, no Rio de Janeiro. Distante 210 km da capital paulista, e a 440 km da cidade do Rio de Janeiro, há várias maneiras de chegar à ilha. Confira como chegar em Ilhabela vindo de carro.

Automóvel

 

De São Paulo, pela Via Dutra, Rodovia Ayrton Senna (antiga Rodovia dos Trabalhadores – SP 170) e Rodovia Carvalho Pinto até São José dos Campos, Rodovia dos Tamoios (SP 99) até Caraguatatuba. Seguir rumo a São Sebastião pela Rodovia Rio-Santos (BR 101). É possível vir também pela Rodovia Mogi-Bertioga (SP 98), seguindo pela Rio-Santos e passando pelas praias de São Sebastião até chegar ao centro da cidade. Pegar a balsa para atravessar o canal com destino a Ilhabela. Vindo de São Paulo ou Rio de Janeiro pela Rio-Santos, o visitante chega direto a São Sebastião.

 

Do Rio de Janeiro, Av. Brasil, BR 101 até São Sebastião. Pegar a balsa para atravessar o canal com destino a Ilhabela.

 

Para se hospedar consulte um site específico, pois são muitas as opções em conforte, amenities e preços.

 

 

Autor: Levy

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *