Espírito Santo – Terra da Moqueca

O Espírito Santo é, ao lado de Santa Catarina, um dos únicos estados brasileiros no qual a capital não é a maior cidade. Outros importantes municípios são Aracruz, Cariacica, Cachoeiro do Itapemirim, Colatina, Guarapari, Linhares, São Mateus, Viana e Vila Velha. Possui 392km de litoral.

 

No Espírito Santo, o IBAMA administra dezessete unidades de conservação: dois parques nacionais, seis reservas  biológicas, três reservas particulares do patrimônio natural, duas áreas de proteão ambiental, uma estação ecológica e três florestas nacionais. O TAMAR, um projeto conservacionista brasileiro dedicado à preservação de espécies de tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção, mantém sete bases do projeto no estado: Itaúnas, Guriri, Pontal do Ipiranga, Povoação, Vila de Regência, Ilha da Trindade e Anchieta.

 

No Espírito Santo se encontra o Mosteiro Zen Morro da Vargem, primeiro da América Latina, localizado em Ibiraçu e aberto a visitação. No estado também foram construídos o Convento da Penha, 1º convento do Brasil em 1555, e a primeira igreja luterana da América Latina.

 

VitóriaVitória, a capital do estado, tem o segundo melhor IDH entre as capitais do Brasil, com uma população em torno de 480.000 habitantes, foi construída e se desenvolveu numa ilha, dificultando o seu crescimento, ligada ao continente por três pontes.

 

 

 

 

SerraSerra é o município mais populoso do estado, localizado na Grande Vitória. Nele ficam localizados o Porto de Tubarão e vários balneários importantes, como Jacaraípe e Nova Almeida. A cidade possui o maior polo industrial do estado. A ArcelorMittal Tubarão também se faz presente no município, sendo a maior siderúrgica do estado e uma das maiores do país. População estimada em 490.000 habitantes.

 

Vila Velha é a cidade mais antiga do estado e a segunda maior em população (500.000 habitantes). Nela se encontrada a Rodovia do Sol e a fábrica Chocolates Garoto (maior fábrica de chocolates da América Latina).

 

Cariacica, situada na Grande Vitória, é mais populosa que a capital. Nela está a fábrica da Coca-Cola, maior geradora da economia da região e de empregos. População de 380.000 habitantes.

 

Cachoeiro do Itapemirim, maior centro urbano do sul do estado, centraliza a maior parte da produção agrícola e pecuária. População de 200.000 habitantes.

 

O estado possui, ainda, mais quatro cidades com mais de cem mil habitantes: Linhares, São Mateus, Colatina e Guarapari.

 

Em 2012, a pauta de exportação do Espírito Santo se baseou em Minério de Ferro (52,5%), Petróleo Cru (11%), Pastas Químicas de Madeira à Soda ou Sulfato (10%), Pedras de Cantaria ou Construção (6%) e Café (4,5%), sendo o café seu principal produto e mais tradicional do estado. Produz dois tipos de café: o Arábica, nas grandes altitudes e o Conilon nas pequenas altitudes, sendo neste, o maior produtor do país. A cidade de São Gabriel da Palha é quem regula e norteia os preços da cotação do café no Brasil. No extrativismo mineral, destaca-se a exploração, na área de Cachoeiro de Itapemirim, de reservas de mármores, calcário e dolomita (carbonato duplo de cálcio e magnésio). É o segundo produtor de petróleo e gás natural do país.

 

Guarapari

 

A atividade turística do estado concentra-se no litoral, onde há belas praias, como a de Itaúnas e a de Guarapari. O Pico da Bandeira, terceiro mais alto do país, é outro destino bastante procurado. A Estrada de Ferro Vitória-Minas Gerais escoa minério de ferro de Itabira (MG) até o porto de Tubarão, e volta com carvão para siderurgia. Também faz transporte de passageiros e carga em geral no vale do rio Doce. Nas serras capixabas também são encontrados pontos de grande atração turística, sobressaindo-se Domingos Martins, Santa Tereza, Rio Novo e Venda Nova do Imigrante, onde se pode visitar também a tradicional fábrica de pios de pássaros em madeira.

 

MarataizesResumindo: o turismo no Espírito Santo está organizado em rotas turísticas. Caminhos que levam o visitante para desfrutar as delícias do litoral (Marataízes e Ubu-Anchieta), do turismo religioso, náutico, ecoturismo e do agroturismo. Os destinos são divididos em oito rotas, quatro delas com acesso pela capital Vitória, onde fica localizado o principal aeroporto do Estado. São elas: Caparaó, Verde e das Águas, dos Imigrantes, dos Vales do Café, do Sol e Moqueca, Costa da Imigração, Mar e das Montanhas, Mármore e do Granito e Imperial.

 

Ubu-Anchieta

 

 

 

A dinâmica econômica de Vitória possibilita o turismo de eventos e negócios, o turismo náutico e gastronômico, com seus inúmeros restaurantes, onde o prato mais pedido é a moqueca capixaba. Vitória é conhecida como Ilha do Mel e possui um arquipélago composto por 34 ilhas e por uma porção continental.

 

Podemos destacar além de Guarapari, outras praias dignas de cartão postal e que não podem deixar de serem visitadas são Marataízes e Ubu-Anchieta.

 

As praias inesquecíveis são o grande destaque do Espírito Santo. O clima tropical convida a todos a observar as belezas naturais e a saborear a típica moqueca e a torta capixaba. É no litoral que se concentra o maior número de visitantes, desde aqueles que pretendem sentir o vento e ouvir somente o barulho das ondas até os que procuram muita badalação. As cidades banhadas pelo mar possuem praias diversificadas. Aqui, se encontram dunas, praias desertas e semidesertas, enseadas, águas mornas e cristalinas e também as famosas praias com areia monazítica, muito utilizada para o uso medicinal.

 

A Região Metropolitana abriga praias como Guarapari, Curva da Jurema, Camburi, Praia da Costa, Itapoã, Coqueiral de Itaparica, Jacaraípe e Manguinhos. Ao Sul, destacam-se as praias de Piúma, Anchieta, Marataízes e Itapemirim. Ao Norte, as praias de Regência, Barra do Sahy, Pontal do Ipiranga, Coqueiral, Praia dos Padres, Guriri, Itaúnas e Riacho Doce, são algumas das mais procuradas.

Autor: Levy

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *