Carrancas

O Município de Carrancas está se tornando um verdadeiro polo turístico em Minas Gerais. Possui uma grande variedades de cachoeiras, poços, grutas e serras. Foi eleita em 2008 pela Revista Encontro de Belo Horizonte, a quarta maravilha de Minas Gerais. Atualmente vem sendo utilizada pela Rede Globo como cenário para diversas novelas da emissora, como: Alma Gêmea (2004), Paraíso (2009), Amor Eterno Amor (2012) e Império (2014).

 

Carrancas 2

Carrancas está sendo muito procurada por turistas paulistas e cariocas e por quem procura um bom descanso das grandes cidades.

 

Carrancas

O tamanho da cidade de Carrancas e o número de atrações naturais que a cidade oferece é fantástica. Uma cidade de apenas 2 mil habitantes em sua área urbana, começa a se despontar no cenário turístico da região e nacional, mostrando sua vocação no turismo rural e ecológico. Inúmeras cachoeiras, diferentes tipos de trilhas, vocação para o trekking, serras com mata viagem compõem este espaço muito preservado, praticamente intacto, dentro do interior das Minas Gerais. As quedas d’água e os poços formados são fascinantes e te convidam a todo momento a um delicioso banho em águas cristalinas. É como uma recompensa a cada caminhada.

 

Sinônimo de belas cachoeiras, a cidade de Carrancas está localizada na região sul de Minas Gerais, a 286 km de Belo Horizonte. Por onde quer que os visitantes andem, sempre irão encontrar pelo menos uma pequena nascente ou um pequeno poço. São mais de 30 atrações mapeadas e cerca de 60 atrativos naturais próximos à cidade.

 

Algumas cachoeiras são de fácil acesso, ideal para ir com a família. Outras são alcançadas através de trilhas mais estreitas e grandes subidas, convidativas para os amantes de aventuras. Por isso, o município foi considerado um dos mais recentes polos de ecoturismo do estado.

 

Além dos passeios para diversão e aventura, Carrancas possui, também, uma diversidade natural que encanta: borboletas, seriemas, teiús, perdizes, garças, calangos, tatus, lebres, raposas, capivaras, pacas, entre outros animais.

 

A cidade ainda é dona de uma rica vegetação. Devido às diversas atrações, conta com muitas opções de hospedagem, entre pousadas, hotéis-fazenda e campings.

 

inscrições rupestres

Pinturas rupestres

 

Agora, do ponto de vista ecológico, Carrancas possui muitas opções que não tem nada de simples. Pelo contrário, é exuberante. Cachoeiras, trilhas, cavernas, pinturas rupestres, grutas e uma paisagem de tirar o fôlego de quem percorre por suas serras são atrativos incondicionais. Se você não tem tanta disposição para caminhadas pode percorrer esses caminhos a cavalo. Vale também conferir essa opção.

 

Localizada no sul de Minas Gerais, na Bacia Alto do Rio Grande, vem ganhando espaço no circuito turístico dos viajantes, principalmente pelos amantes da natureza.

 

Seu nome curioso remonta à época das bandeiras, pois a presença dos minérios e seu potencial fértil atraíram muitos bandeirantes para a região. As escavações realizadas na serra mais próxima fizeram com que duas grandes rochas tivessem feições parecidas com enormes rostos rústicos, para quem as via de longe, dando origem ao nome da cidade.

 

No centro da cidade, engraçado isso né? Está a simpática igreja de Nossa Senhora da Conceição, que foi fundada em 1736. Costumes e tradições religiosas estão preservadas e vem atravessando várias gerações.

 

O que ver e fazer em Carrancas

 

Em Carrancas, podem ser apreciadas quase todos os atrativos naturais já comentados, os quais estaremos resumindo abaixo e classificando em ordem aleatória.

 

Complexo da Zilda

 

1 Complexo da Zilda

Com uma extensão de dois quilômetros, a cachoeira da Zilda é a principal atração do complexo que leva o mesmo nome. É preciso atravessar um rio e percorrer uma trilha por 15 minutos para se chegar às quedas d’ água, que formam um poço e uma prainha. No caminho é possível encontrar pinturas rupestres nos paredões e paradas para se refrescar. O Complexo ainda conta com a Cachoeira dos Anjos, a Racha da Zilda e um escorregador natural de dez metros, diversão garantida para todas as idades.

 

O Complexo da Zilda é um verdadeiro parque de diversões para os amantes do ecoturismo e dos esportes radicais. Cachoeiras, corredeiras, escorregadores, grutas, pinturas rupestres, enfim, um verdadeiro paraíso localizado cerca de 12 quilômetros de Carrancas, onde se encontram algumas nascentes do rio Capivari.

 

A queda principal tem uma pequena praia e é cercada de muito verde. A junção da Cachoeira dos Anjos e das águas que saem da chamada Racha da Zilda é uma das paisagens mais bonitas da região. O escorregador parece um verdadeiro tobogã construído na rocha lisa, que permite muita diversão; no caminho.

 

A nascente do Rio Capivari está na Serra das Carrancas, acoplado ao Complexo da Zilda. Este complexo ecológico consta das áreas prioritárias para conservação da Fundação Biodiversitas e está no ecótono Mata Atlântica/Cerrado. São aproximadamente 70 cachoeiras em Carrancas.

 

Depois da Cachoeira principal, ainda é possível, através de uma trilha pelas pedras, na lateral do rio, ou pela vegetação, alcançar o Poço da Proa, também chamado Poço do Navio, um lugar excelente para banho, que recompensa o esforço da trilha e encanta os visitantes. Para os iniciantes, o ideal é conhecer o lugar com a ajuda de um guia local.

 

Cachoeira da Zilda

 

3 cachoeira-da-zilda

Quem gosta de trilhas de dificuldade média, que incluem andar pelo meio da mata, escalar pequenos paredões de pedra e atravessar pelo meio das águas tem no Complexo da Zilda seu cenário ideal. A Cachoeira da Zilda se alcança através de algum esforço, recompensado imediatamente pela visão maravilhosa que se tem do alto das quedas, enxergando-se lá embaixo o poço perfeito para banho, ladeado por uma praia de areias brancas formadas pelas rochas de quartzito da região.

 

Racha da Zilda

 

4 Racha da Zilda

Mesmo que tentem, ninguém conseguirá imaginar o que encontrará depois de passar por trilhas na mata, descer pequenas paredes de pedra e atravessar pelas águas até a escondida Racha da Zilda. De um lado, a Cachoeira dos Anjos, de outro, a pequena corredeira que sai da montanha e traz as águas da Racha. Dos dois lados, paredes de pedra e vegetação parecem proteger o local. Passeio para quem sabe nadar e bem, chegar na Racha não é uma maratona, pois é preciso atravessar um poço chamado Sonrisal, entrar no cânion que dá passagem para a racha e atravessá-la a nado contra a correnteza.

 

Escorregador da Zilda

 

2b Escorregador da Zilda.jpg3

Escorregador natural de aproximadamente seis metros, que fica logo no começo do Complexo da Zilda. Perfeito para quem quer se divertir bastante

 

Cachoeira da Esmeralda

 

Cachoeira da Esmeralda

Com água cristalina e de coloração esverdeada, fazendo jus ao nome, esta cachoeira é uma excelente opção para o passeio. A queda d’água forma o poço da Esmeralda e faz parte do Complexo da Vargem Grande. A trilha de acesso é tranquila e possui bastante espaço para nadar e curtir a natureza ao redor.

 

Cachoeira da Fumaça

Um dos cartões postais da cidade, fazendo parte do complexo de mesmo nome que inclui outras cachoeiras: Fundo da Fumaça, Fumaça de Cima, Véu da Noiva e Luciano. A força da queda d’água e a dimensão da cachoeira surpreende os turistas. Seu nome é derivado da névoa que surge do forte choque das águas com as pedras, se assemelhando a “fumaça”. Atualmente está imprópria para banho.

 

Cachoeira do Tira-Prosa

Esta famosa cachoeira é uma homenagem ao antigo morador Sebastião Guimarães Monteiro, que vivia em uma pequena casa nas proximidades e conversava com os turistas que passavam pelo local. Situada a 3 km do centro da cidade, é uma ótima opção para quem gosta de aproveitar as piscinas naturais. Os turistas ainda podem visitar o Poço da Canoa, do Remo e do Pulo.

 

Chapada dos Perdizes

O ponto mais alto da cidade, proporciona uma das mais belas paisagens. A Chapada dos Perdizes é formada pelo conjunto das Serras das Broas, do Moleque e do Abanador, esta última com cerca de 1.590 metros de altitude. Visita indicada para quem adora uma aventura, pois dá para pedalar mais perto da natureza.

 

Roteiro da Fumaça

Fica a 4 km da cidade com estrada de terra. Neste complexo é possível passar por quatro cachoeiras principais e sendo elas a Cachoeira da Fumaça e suas quedas, Véu da Noiva, Luciano e Serrinha. Para se chegar na Cachoeira da Fumaça não é necessário a presença de guia, porém, como na Cachoeira da Fumaça não é permitida a entrada de banhistas é interessante que se aventure pelas trilhas em busca das outras cachoeiras e outras possibilidades de poços.

 

Roteiro da Esmeralda

O caminho é o mesmo da fumaça, ficando 4 km depois, sendo 8 km da cidade. Estrada de terra. É linda e excelente para banho. O interessante é que se chegue mais cedo para aproveitar o sol que fica até as 14h.

 

Roteiro da Toca

Para os mais românticos, o Poço do Coração é um charme, além dele, a Gruta e o Escorregador da Toca completam este complexo.

 

Roteiro Tira Prosa

Além do Poço Tira Prosa, este roteiro inclui muros construídos por escravos e possui uma paisagem maravilhosa. Este roteiro fica exatamente na passagem da Estrada Real.

 

Roteiro da Ponte

É o de aceso mais fácil. Fica somente a 2 km da cidade, com estrada de terra. O Poço e a Gruta da Ponte fazem parte deste roteiro, além disso, você pode adentrar a Serra Cruz das Almas para fazer o roteiro Tira Prosa juntamente com o Roteiro da Ponte.

 

Roteiro das Bicas

A mata impressiona A trilha é dentro de um pedaço de mata atlântica e ao final dela nos deparamos com a maior queda d’água de Carrancas. De longe, há quem diga que parece um fio de leite, queda de águas cristalinas no meio da mata. É maravilhosa e imponente. A caminhada é um pouco longa e exige um preparo médio. A queda chega a quase 100 metros.

 

Além dos atrativos naturais ofertados pela mãe natureza, passeios podem ser feitos a cidades históricas próximas, que compõem a Estrada Real ou Caminho do Ouro, aberta pelos portuguesesdurante o Período Colonial, ligando a cidade de Paraty a Minas Gerais, tais como:

 

mapa

Tiradentes

 

Tiradentes-Matriz de Stp Antônio

É um dos centros históricos da arte barroca no Brasil mais bem preservados. Tiradentes foi proclamada patrimônio histórico nacional e realiza anualmente a Mostra de Cinema, que incentiva e difunde as produções brasileiras. 94 km de Carrancas.

 

São João del-Rei

 

São João del Rei

Foi fundada por bandeirantes paulistas com o objetivo de ser uma conexão entre Paraty e as cidades da região central de Minas Gerais. Hoje, as inúmeras repúblicas estudantis ajudam a criar o clima universitário da cidade. 84 km.

 

Caxambu

 

Caxambu

Está na região da Serra da Mantiqueira e abriga o maior complexo hidromineral do mundo, com doze fontes de água mineral que são famosas pelas suas propriedades de cura. 102 km

 

 

Artesanato

Depois de conhecer as cachoeiras e um pouco mais da região é normal querer levar algumas lembranças. Em Carrancas é possível encontrar lindos artigos de arte talhada na madeira e na palha, cristais e peças artesanais feitas de fuxicos.

 

A Poliana Turismo e Eventos oferece todos os passeios citados e outros mais. Disponibiliza carros 4×4 e guias que contam as histórias da cidade. www.polianaturismoeeventos.com.br

 

São inúmeras as pousadas em Carrancas com preços muito accessíveis e para todos os gostos. Consulte https://www.tripadvisor.com.br/Hotels-g2441389-c2-Carrancas_State_of_Minas_Gerais-Hotels.html ou https://www.hoteisepousadas.tur.br/carrancas/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autor: Levy

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *